O código Morse internacional moderno foi criado por Friedrich Clemens Gerke, em 1848, para uso entre Hamburgo e Cuxhaven, na Alemanha.

Entre outros detalhes, Gerke modificou a sequência do código em onze das letras do alfabeto, desenhando aquilo que se designa como Código Morse Internacional.

Depois de algumas modificações secundárias, em 1865, foi padronizado pelo Congresso Internacional Telegráfico, que decorreu em Paris e, posteriormente, regulamentado pela ITU como Código Morse Internacional.

Até 2003 a ITU determinou a proficiência em código Morse como parte integrante do exame para obtenção da licença de radioamador.