Comunicado

Na sequência do convite a todas as associações de radioamadores (AR), amplamente divulgado, reuniram-se vinte e uma (21) associações de radioamadores (AR), em Santarém, em 26 de outubro de 2019, para analisar e propor uma nova legislação para o serviço de amador e serviço de amador por satélite.

As AR estabeleceram como objetivos tornar a legislação do radioamadorismo mais adequada aos tempos atuais, entregando ao poder político um documento estruturado, claro, preciso e conciso onde fiquem claras as nossas intenções, onde seja evidente a representação da esmagadora maioria dos radioamadores nacionais e se enfatize a importância do radioamadorismo no tecido social, humano, cultural e tecnológico.

Estabeleceram-se, ainda, como objetivos assegurar que uma legislação moderna seja facilitadora da cultura científica, do radioamadorismo e do recrutamento de novos radioamadores.

Para cumprimento dos objetivos, as AR deliberaram sobre um conjunto de medidas que levem à formulação de uma proposta legislativa a ser entregue ao Governo, durante o primeiro semestre de 2020.

Como método de trabalho, decidiram as AR, entre outras, as seguintes medidas:

  • Estabelecer um calendário de trabalhos, incluindo os momentos de auscultação dos(as) associados(as) das diferentes associações e a votação final do documento a entregar;
  • A forma de deliberar nos diferentes trabalhos que decorrerão ao longo dos próximos meses;
  • A constituição de diferentes Grupos de Trabalho para estudo e propostas referentes a diferentes áreas do serviço de amador, nomeadamente, categorias e indicativos, associações, espectro/QNAF, estações de uso comum, procedimentos, licenciamento e regime de taxas.

Santarém, 28 de outubro de 2019

AMSAT-PO, Associação de Amadores de Satélite de Portugal
ARADO, Associação de Radioamadores do Oeste
ARAL, Associação de Radioamadores do Distrito de Leiria
ARAM, Associação de Radioamadores do Alto Minho
ARBA, Associação de Radioamadores da Beira Alta
ARBB, Associação de Radioamadores da Beira Baixa
ARC, Associação de Radioamadores de Coimbra
ARETD, Associação de Radioamadores de Entre Tâmega e Douro
ARLA, Associação de Radioamadores do Litoral Alentejano
ARLC, Associação de Radioamadores da Linha de Cascais
ARR, Associação de Radioamadores do Ribatejo
ARRLx, Associação de Radioamadores da Região de Lisboa
ARVM, Associação de Radioamadores da Vila de Moscavide
CRE, Clube de Radioamadores do Entroncamento
LARS, Liga Amadores Rádio Sintra
NRA, Núcleo de Radioamadores da Armada
RCL, Radioamador Clube de Loulé
REP, Rede dos Emissores Portugueses
TRGM, Tertúlia Radioamadorística Guglielmo Marconi
TRPV, Tertúlia Radioamadorística da Praia da Vitória
URA, União de Radioamadores dos Açores

Reunião das associações na ANACOM – 15JUL2019 – Uma só voz!

Comunicado

Em representação das vinte e seis (26) associações de radioamadores abaixo indicadas, esteve presente na ANACOM, hoje 15 de julho, o grupo de representação composto pelos radioamadores CT1BAT, CT1DBS/CU3HF, CT1DL, CT1END e CT2IXQ, sendo suplente o CT1FKF.

A reunião destinava-se à preparação da CPG/CEPT e análise das propostas de espectro que terão impacto/decisão na WRC-19 e WRC-23, tendo contado com representantes de vários grupos e empresas utilizadoras do espectro radioelétrico.


Conforme a estratégia definida na reunião de 6 de julho, em Santarém, fizemos a nossa declaração de interesses, a uma só voz, tendo-se constatado que a proposta da ANACOM a apresentar ao Estado Português relativa à proposta PTA(19)090R1, da França, vai no sentido de defender os interesses dos radioamadores.

Assim, o grupo de representação entende não ser necessário, nesta fase, ulteriores diligências, sabendo que o grupo nomeado manterá especial atenção aos trabalhos e decisões que serão tomadas, comunicando em permanência com as associações subscritoras.

Conforme foi transmitido pelos representantes da ANACOM, o trabalho conjunto efetuado pelas 26 associações marcou uma posição indelével, única, determinante e escrita, que foi elogiado porquanto auxilia decisivamente a tomada de posição de Portugal, ajudando, por sua vez, a alcançar os objetivos a que nos propusemos, enquanto grupo de associações de radioamadores.

O grupo de representação congratula-se, para já, com o resultado alcançado, que irá ser comunicada à IARU R1 e à EURAO, pelos respetivos representantes.

A votação relativa a esta matéria será na reunião de Ancara, entre 26 e 30 de agosto, pelos países integrantes da CEPT.

Esperamos que o número de votos contra – são necessários mais de seis votos – sejam amplamente suficientes para que a proposta seja rejeitada como ECP (Proposta Europeia Comum).

Lisboa, 15 de julho de 2019

AMRAD, Ass. Port. de Amadores de Rádio para a Investigação Educação e Desenvolvimento
AMSAT-PO, Associação de Amadores de Satélite de Portugal

ARA, Associação de Radioamadores dos Açores

ARADO, Associação de Radioamadores do Oeste

ARAL, Associação de Radioamadores do Distrito de Leiria

ARAM, Associação de Radioamadores do Alto Minho

ARAT, Associação de Radioamadores do Alto Tâmega

ARBA, Associação de Radioamadores da Beira Alta

ARBB, Associação de Radioamadores da Beira Baixa

ARC, Associação de Radioamadores de Coimbra

ARETD, Associação de Radioamadores de Entre Tâmega e Douro

ARLA, Associação de Radioamadores do Litoral Alentejano

ARLC, Associação de Radioamadores da Linha de Cascais

ARR, Associação de Radioamadores do Ribatejo

ARRLx, Associação de Radioamadores da Região de Lisboa

ARVM, Associação de Radioamadores da Vila de Moscavide

CRE, Clube de Radioamadores do Entroncamento

GPDX, GPDX-Grupo Português de DX

LARS, Liga Amadores Rádio Sintra

LART, Liga de Amadores de Rádio Transmissões

NRA, Núcleo de Radioamadores da Armada

RCL, Radioamador Clube de Loulé

REP, Rede dos Emissores Portugueses

TRGM, Tertúlia Radioamadorística Guglielmo Marconi

TRPV, Tertúlia de Radioamadores da Praia da Vitória

URA, União de Radioamadores dos Açores

Começou o “assalto” às apetecíveis Bandas de Amador.

A CEPT, ao que parece, começou o “assalto” às Bandas de Amador.

Depois dos 1,2Ghz, eis que a CEPT, pelas mãos dos Franceses, quer “deitar a mão” à Banda dos 2 Metros. O espectro radio-eléctrico começa a ser curto para todos é caro mas muito apetecível pelos “tubarões” das operadoras.

Há muito tempo que se adivinhava que, mais tarde ou mais cedo, este “assalto” às apetecíveis bandas de Amador iria acontecer. Como já disse o nosso consórcio Pedro Carvalho-CT1DBS e bem, os Radioamadores há muito que deixaram de ter importância no campo do experimentalismo para futura aplicação científica em eventuais produtos nas áreas da tecnologia.

O Presidente da REF já pediu uma reunião (mal feito fora…é em casa deles)
Enquanto Radioamadores deveríamos fazer um exame de consciência e perguntar porque é que isso está a acontecer.
As respostas poderão ser muitas, mas, e numa primeira fase, poderíamos alegar que será por falta de uso das mesmas. Talvez, mas haverá mais razões.

Para já temos que nos manter atentos e ir ocupando rapidamente as bandas de Amador.

Vamos aguardar para ver o que irão fazer as Associações de Radioamadores, principalmente a REP que é a maior e mais antiga Associação de Radioamadores de Portugal junto da Anacom.

73 de José Luís Proença-CT1GZB


Até sempre GPCW!

Caros colegas radiotelegrafistas e membros do GPCW
Meus amigos

Escrevo-vos esta mensagem para lhes dar a conhecer a minha impossibilidade de continuar no Grupo Coordenador do GPCW.

As razões são simples: Novas responsabilidades profissionais que me retirarão o tempo necessário para continuar as minhas actividades na Coordenação do GPCW.

Com efeito, muito brevemente deixarei de ter o tempo necessário para manter o site, responder a emails, produzir textos e traduzir mensagens de congéneres, bem como o tempo necessário à administração dos cursos de CW online.

Tenho outras responsabilidades individuais no radioamadorismo, nomeadamente como Coordenador Nacional do Programa SOTA, que não devo abandonar e que me ocuparão o menor tempo disponível que passarei a ter a breve trecho.

Assim, solicitei que o restante Grupo de Coordenação indique o OM ou OMs que me substituirão e informe a quem devo passar os €€ que o Grupo detém – do qual sou apenas fiel depositário apesar de não ser que não sendo muito – proveniente das receitas/doações dos cursos de CW online e os dados referentes ao website, ao email e aos formulários associados.

Quero deixar aqui um agradecimento especial a todos, pela estima que sempre senti no seio do GPCW e reforçar um agradecimento já feito ao João Lima, CU3AA, e ao António Gamito, CT1CZT, pelo esforço desenvolvido no ensino do CW a outros OMs.

Agradeço ainda ao José Proença, CT1GZB, pela constante troca de opiniões (quantas vezes opostas…) e pela sua ajuda sempre pronta em todos os aspectos ligados ao CW.

De igual forma, agradeço a tantos colegas que ajudaram na execução das diferentes tarefas e que, por razões de espaço, são impossíveis de nomear individualmente.
A todos um bem-haja!

Esperando que o GPCW continue a singrar os bons caminhos do CW, apelo a todos os elementos do Grupo para que se unam em torno do Grupo de Coordenação e sigam com o GPCW em frente!

CW 4 EVER ES TKS ES 73!

Pedro, CT1DBS/CU3HF

Dicas para ajudar na aprendizagem de CW!

Para os colegas que estão nos cursos de CW online, aqui ficam umas dicas adicionais, para além do conjunto de conselhos que o Ensinador já providenciou..

Assim:

  • Dividir o estudo em pequenas partes, permitindo treinar a memória de curta duração vs a memória de longa duração; Num QSO a primeira é a importante!
  • Praticar e treinar é parte do processo. Não há osmose, nem comprimidos, nem mézinhas que permitam que a aprendizagem seja feita de outra maneira. A vontade e a determinação é que regulam o ritmo de aprendizagem!
  • Fazer exercícios diferentes: Misturar RX com TX. Sobretudo, praticar RX, muito RX…
  • Fazer pequenas sessões ao longo do dia. Praticar mais que uma vez por dia, integrando o treino na rotina diária…
  • Se, numa sessão, o CW está a ficar verdadeiramente chato/incomodativo… Parar e fazer o treino mais tarde!
  • A determinada altura pode acontecer que não se consiga identificar caracteres/sinais que julgávamos já “sabidos”. Até parecem estar a desaparecer do nosso conhecimento! Boa noticia: Está a aprender e isso é parte da aprendizagem.
  • Treinar! No pain no gain… 🙂

GL ES GD WK ES VY 73

Bootcamp CW, CW e CW! – Inquérito quase a terminar!

Apesar de dezenas de colegas terem já preenchido o inquérito para determinar a melhor maneira de fazer o Bootcamp CW, CW e CW! ainda há mais uns dias para a registar a colaboração de outros OMs.

Assim, a opinião dos radioamadores sobre o assunto pode ser registada
em https://goo.gl/forms/SqQGOeTGHcNsgKl63 até ao próximo Domingo.

O CW diz quase tudo!

Relembrando

O Bootcamp CW, CW e CW! é um conceito de formação e treino, cujo método é baseado na prática de várias atividades de formação e aprendizagem não-formal, em ambiente descontraído.

Ou seja, o GPCW propõe-se fazer uma actividade que
concentre OMs num local e, pondo em prática o espírito radioamadorístico e do CW, aproveitamos para confraternizar e aprender uns com os outros, tendo por base o CW!

TKS ES VY 73

Qual a minha velocidade de transmissão em CW ?

A forma mais familiar de saber a velocidade de uma transmissão, em palavras por minuto (Words Per Minute ou WPM, em inglês), é definida como sendo o número de vezes que a palavra Paris é enviada num minuto, com normal relação entre os sinais e com a inclusão de espaços entre as palavras.

Note-se que a palavra Paris foi escolhida porque contém o número de dits e dahs que representam o tamanho médio das palavras – outrora – transmitidas telegraficamente.

Assim, para medir a velocidade de transmissão, contabilizam-se o número de segundos para transmitir 10 vezes a palavra Paris.

A velocidade (em WPM) é encontrada seguindo a fórmula:
Velocidade [WPM] = 10/tempo da transmissão em segundos x 60

Por exemplo, se demorar 21 segundos para transmitir 10 vezes a palavra Paris (não esquecer o intervalos entre as palavras), a velocidade é de

10/21*60 = 28,5 WPM

Portanto, acabei de “calibrar” um potenciómetro de um keyer que construí com componentes discretos (resistências, condensadores, 2 CI CMOS, etc).
A minha chave iâmbica vai ficar feliz em saber até onde alcança (nas minhas mãos…).

O jeito que isto me dá…

Bootcamp CW, CW e CW! – Inquérito

O Bootcamp CW, CW e CW! é um conceito de formação e treino, cujo método é baseado na prática de várias atividades de formação e aprendizagem não-formal, em ambiente descontraído.

Ou seja, o GPCW propõe-se fazer uma actividade que concentre OMs num local e, pondo em prática o espírito radioamadorístico e do CW, aproveitamos para confraternizar e aprender uns com os outros, tendo por base o CW!

Para atingir os objectivos e ir ao encontro da maioria é necessário conhecer a opinião dos radioamadores.
Assim, está disponível um inquérito para preenchimento em https://goo.gl/forms/SqQGOeTGHcNsgKl63

TKS ES VY 73

Primeiro Acções Radiotelegráficas QRS do ano de 2019 – Terça-feira, dia 8 de Janeiro!

Terça-feira, dia 8 de Janeiro, às 21 horas, começa o primeiro Acções do ano de 2019!

7028 e 3528 KHz !

Ao estarmos presentes no ACÇÕES QRS estamos a promover o CW entre nós e a dar oportunidade a todos, nomeadamente a quem se iniciou mais recentemente no CW.

As indicações a seguir são as que se encontram em Práticas aconselháveis no Acções Radiotelegráficas QRS – QRS NET CW para todos! E é às Terça-feiras…

Participe nesta roda de amigos e traga outros consigo!